images/banners/slide1.jpg
INSPEÇÕES DE SEGURANÇA NAS ATIVIDADES DE TRABALHO

Como já se sabe, o acidente é conseqüência de diversos fatores que, combinados, possibilitam a ocorrência do mesmo. Portanto, não se deve esperar que aconteçam. É muito importante localizar situações que possam provocá-lo e providenciar para que as medidas prevencionistas sejam tomadas. Por isso, recomenda-se ao membro da CIPA  que procure percorrer sua área de ação para identificar fatores que poderão ser causas de acidentes, empenhando-se no sentido de serem tomadas as providências devidas. A inspeção de segurança permite detectar riscos de acidentes, possibilitando a determinação de medidas preventivas, podendo ser: Geral - envolve todos os setores da empresa em todos os problemas relativos à segurança Parcial - quando é feita em alguns setores da empresa. Certos tipos de trabalho, equipamentos ou máquinas De rotina - traduz-se pela preocupação constante de todos os membros da CIPA  e dos setores de segurança.  Periódica - efetuada em intervalos regulares, programada previamente e que visa apontar riscos previstos, como desgastes, fadigas, super esforço e exposição a certas agressividades do ambiente a que são submetidas máquinas, ferramentas, instalações, etc.  Eventual - realizada sem dia ou período estabelecido e com o envolvimento do pessoal técnico da área.  Oficial - efetuada pelos órgãos governamentais do trabalho ou securitários. Para este caso é muito importante que os serviços de segurança mantenham o controle de tudo que ocorre e do andamento de tudo que estiver pendente relativo à segurança e que estejam em condições de atender e informar devidamente à fiscalização  Especial - é a que requer conhecimentos e ou aparelhos especializados. Inclui-se aqui a inspeção de caldeiras, elevadores, medição de nível de ruído, etc.  Levantamento dos Riscos de Acidentes: Uma inspeção de segurança, para que seja corretamente realizada, deve ser desenvolvida em cinco fases: 1ª FASE - OBSERVAÇÕES Tanto dos ATOS INSEGUROS com o de  adentrar ao canteiro de obras não utilizando nenhum tipo de EPI das condições inseguras,  quando não fazemos  a sinalização e o isolamento da área para evitar o risco de acidentes com prensamento e esmagamento dos funcionários próprios ou até de terceiros.Nas frentes de serviço devemos estar utilizando todos os equipamentos de segurança como:  luvas, capacete, óculos de segurança, calçados de segurança e etc. Caso contrário estaremos cometendo um ato inseguro. Portanto nem se for o Donald Trump, poderá adentrar ao canteiro sem EPIs, como qualquer pessoa ele está sujeito a acidentes se não estiver utilizando os EPIs. 2ª - FASE INFORMAÇÕES:  A irregularidade deve ser discutida no momento em que é detectada para que a solução do problema venha antes de qualquer ocorrência desagradável.  Antecipação do risco pode neutralizar a possibilidade da ocorrência de um acidente,  as decisões devem ser tomadas em conjunto e não individualizada.  3ª - FASE - REGISTRO Os itens levantados na inspeção devem ser registrados em formulário próprio, para que fique claro o que foi observado, em que local, as recomendações e as sugestões. Não tente de forma alguma convencer os seus colegas de trabalho e as irregularidades que você visualizou estão gravados na sua memória,  há um ditado que diz: Quem não registra não é dono ! 4ª - ENCAMINHAMENTOS: Os pedidos e recomendações provenientes da inspeção de segurança devem ser enviados aos setores e ou pessoas envolvidas, seguindo os procedimentos próprios da empresa. E aos colaboradores deve ser dado um feedback para que tenham conhecimento do risco a que está exposto e o que está sendo feito para melhorar a condição de execução de um trabalho seguro e livre de acidentes. 5ª - FASE ACOMPANHAMENTO  Não se pode perder de vista qualquer proposta ou sugestão para resolver problemas de segurança, desde o seu encaminhamento ao setor competente até a sua solução. Toda inspeção de segurança implica a emissão de um relatório que, muito embora não tenha um modelo próprio, deve ser minuciosamente elaborado.

 

Publicado emBlog
Prevenção de combate a incêndio nas empresas, quando a recomendação não é respeitada os danos são irreversíveis !

Todas as empresas deverão possuir proteção contra incêndio com elaboração de saídas suficientes para rápida evacuação da área, equipamentos suficiente para combater o principio de incêndio, pessoas treinadas no uso correto dos equipamentos de combate  e utilizar extintores de incêndio que obedeçam as normas brasileiras ou regulamentos técnicos do INMETRO.  Tipos de extintores: a) Extintor de espuma - será usado em combustíveis sólidos (classe A) e inflamáveis de (classe B). b) Extintor de CO2- Será usado preferencialmente em inflamáveis (classe B) e equipamentos elétricos e energizados (classe C), podendo ser usado em materiais sólidos (classe A). c) Extintor de pó químico seco - será usado nos fogos inflamáveis (classe B)e equipamentos elétricos energizados (classe C) e o pó químico especial para metais Pirofóricos . d) Extintores de Água Pressurizada - deve ser usado em fogos (classe A) materiais sólidos ; com capacidade entre 10 e 18 litros;  Inspeção de Extintores: Todo extintor deverá ter uma ficha de controle de inspeção; Cada extintor deverá ser inspecionado visualmente a cada mês, examinando-se o seu aspecto externo, os lacres, os manômetros quando o extintor for o tipo pressurizado, verificando se o bico e válvulas de alívio não estão entupidos. Cada extintor deverá ter uma etiqueta de identificação presa no seu bojo, com data em que foi carregado, data para recarga, e número de identificação. IMPORTANTE: Os locais destinados aos extintores devem ser assinalados por um círculo vermelho ou por uma seta larga, vermelha, com bordas amarelas; Deverá ser pintada de Vermelho uma larga área do piso embaixo do extintor, a qual não poderá ser obstruída por forma nenhuma , sendo no mínimo de 1,0 m x 1,0 m. Os extintores não deverão ter sua parte superior a mais de 1,60 m acima do piso; * Os extintores não deverão ser localizados nas paredes das escadas; Os extintores não poderão ser encobertos por pilhas de materiais . Orientamos que antes de contratar qualquer serviço na área de Combate à incêndio, que seja solicitado: Certificado de Capacitação Técnica e seu anexo; Certificado de credenciameno junto ao INMETRO; Orçamento detalhado de todo o serviço; Nota fiscal de todo serviço autorizado, inclusive as peças trocadas; Procurar informações sobre a empresa prestadora de serviço; INSPEÇÃO: Exame periódico efetuado no extintor por pessoal habilitado. MANUTENÇÃO: Serviço efetuado no extintor com a finalidade de manter suas condições originais de operação, após sua utilização ou quando requerido por uma inspeção. A manutenção se subdivide em 03 (três) níveis: MANUTENÇÃO DE 1º NÍVEL: Geralmente efetuada no ato da inspeção por pessoal habilitado que deve ser executada no local onde o extintor está instalado, não havendo necessidade de removê-lo para oficina especializada. A manutenção de primeiro nível consiste em : limpeza dos componentes aparentes; reaperto dos componentes roscados que não estejam submetidos à pressão; colocação do quadro de instruções; substituição ou colocação dos componentes que não estejam submetidos à pressão por componentes originais; conferência por pesagem, da carga de cilindros carregada com dióxido de carbono. MANUTENÇÃO DE 2º NÍVEL: Requer execução de serviços com equipamento e local apropriados e por pessoal habilitado; A manutenção de segundo nível consiste em: desmontagem completa do extintor; verificação da carga; limpeza de todos os componentes; controle de roscas; verificação das partes internas e externas quanto à existência de danos ou corrosão; substituição de componentes, quando necessário, por outros originais; regulagem das válvulas de alívio e/ou reguladora de pressão, quando houver. ensaio de indicar de pressão conforme a NBR 9654; fixação dos componentes roscados conforme recomendado pelo fabricante, quando aplicável; pintura conforme o padrão estabelecido na NBR 7195 e colocação do quadro de instruções, quando necessário; verificação da existência de vazamento; colocação do lacre, identificando o executor. MANUTENÇÃO DE 3º NÍVEL: Processo de revisão total do extintor incluindo a execução de serviço de recarga. A manutenção de terceiro nível deve ser executada conforme norma brasileira vigente.  CONCLUSÃO Esperamos que o estas  orientações  cumpra o seu objetivo, que é o de fornecer subsídios para garantir a integridade física e a saúde dos trabalhadores, e ainda assegurar a competitividade da empresa no atual cenário do mercado globalizado. Os dados levantados foram trabalhados de maneira imparcial e impessoal, sendo que fomos bastante criteriosos no que determina a lei, bem como nas pesquisas para elaboração deste documento.

Publicado emBlog
Curso NR

Mais Lidas

A utilização incorreta das ferramentas manuais, podem danificá-las e ainda causar lesões aos colaboradores!
Blog A utilização incorreta das ferramentas manuais, podem danificá-las...
É obrigação de o colaborador manter os equipamentos e ferramentas em condições de uso. V...
Nas atividades de trabalho, a utilização dos EPIs, é mais que um dever, é uma obrigação !
Blog Nas atividades de trabalho, a utilização dos EPIs,...
O trabalhador poderá interromper suas atividades quando constatar uma situação de trabalho...
Técnico de segurança do trabalho  e as suas atribuições nos canteiros de obras
Blog Técnico de segurança do trabalho e as...
Independentemente da obrigatoriedade legal, as empresas que executarem atividades deverão ...
Como elaborar relatório de ocorrência de acidente de transito, no veículo  a serviço da empresa
Blog Como elaborar relatório de ocorrência de acidente de...
No Brasil os dados são ainda inconsistentes, mas acidentes e doenças do trabalho impactam ...

Quer receber mais conteúdos brilhantes como esses gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nosso conteúdos por email

O Blog Segurança do Trabalho tem como objetivo contribuir para o desenvolvimento pessoal e profissional dos seus leitores, visando aborda sobre os mais variados temas no âmbito da segurança e saúde do trabalho, direito trabalhista, direito previdenciário, meio ambiente, comportamento pessoal e profissional, entre outros. Dessa forma, o site vem ganhando seu espaço e reconhecimento.