images/banners/slide1.jpg
Doenças ocupacionais

Evite alimentar cães nas frentes de serviço, com sobras de comidaNos serviços executados por empreiteiras, como muitas vezes são de deslocamento simultâneo, a cada localidade acabamos fazendo amigos, o primeiro deles, são os cães que são atraídos pelo cheiro de alimentos levados pelos colaboradores! Mas estes amigo podem estar doente e transmiti - lãs a nós, pois muitos desses animais podem não ser vacinados, por se tratar de animais que vivem nas ruas! Não alimente os cães com sobras de alimentos nas frentes de serviço!Em áreas de vivencia itinerantes é muito comum que os colaboradores terminem as suas refeições e aquelas sobras de comida são jogadas aos cães da imediações. De repente este animal pode não estar com a vacina ante rábica em dia e pode atacar o trabalhador por meio da mordida do animal e ser repassado ao mesmo a RAIVA. Os sintomas incluem dores, náuseas, vômitos e mal-estar. Na fase mais desenvolvida da doença, surgem espasmos musculares intensos da faringe e laringe com dores fortes na deglutição, além da alteração de comportamento. Para evitar que a doença se propague, basta realizar a vacinação regularmente. Em outras situações a amizade vai chegando ao ponto que o animal passa a fazer parte do ambiente do colaborador, logo os dois estão se deitando e brincando no mesmo local e não percebe as pulgas e carrapatos.  São parasitas que estão presentes em vários animais. Eles causam coceira insistente, pele avermelhada e pequenas lesões, e se não forem tratados, podem também causar doenças. Nas atividades não sabemos as condições de saúde do amigo, cachorro.  Sarna é uma doença parasitária de pele, bastante contagiosa e que causa coceira. Pode ser transmitida aos animais ou ao homem pelo contato com o parasita transmissor, o ácaro. Para não correr riscos de contrair a doença, colabore com a higiene do animal e o mantenha longe de animais infectados. Brucelose é um a doença infecciosa que nos humanos apresenta sintomas parecidos aos da gripe, mas para os cães pode ser mortal. É transmitida pelo acasalamento dos animais ou pelo contato com filhotes ou placenta contaminados. Podem ser transmissores de doenças como a raiva, senão forem vacinados!Para prevenir, faça o teste de brucelose nos animais antes do acasalamento e use luvas descartáveis se for ajudar no parto. A raiva é uma doença de animais que eventualmente pode afetar seres humanos. A infamação do cérebro causada pelo vírus rábico é bastante grave e geralmente leva o paciente à morte. A vacina age estimulando o organismo a produzir sua própria proteção (anticorpos) contra a doença. A vacinação contra a raiva abrange a prevenção da raiva antes da exposição (profilaxia pré-exposição) indicada para pessoas expostas a um risco frequente de vacina raiva (inativada) vírus rábico inativado contaminação (por ex.: veterinários, funcionários de abatedouros, etc.), bem como a prevenção após suspeita ou confirmação de exposição ao vírus (profilaxia pós-exposição) resultante, por exemplo, de mordidas ou arranhões por cães ou outros animais. Sarna é uma doença parasitária de pele, bastante contagiosa e que causa coceira.Os animais jamais deverão ser maltratados, devemos assegurar que haja uma convivência harmônica. Por estes e outros motivos que as recomendações de organização e limpeza dos canteiros de obras são muito importantes, visam a preservação da saúde dos trabalhadores. O animais devem ser acolhidos com todo apreço e carinho que merecem, mas não podemos deixar de cuidar para que as doenças oriundas deles, venham a afetar a saúde do trabalhador. Mantendo limpa a área de trabalho e evitando contato direto com os animais os risco são minimizados proporcionando trabalho seguro. 

Publicado emBlog
ATENÇÃO,  Nas atividades de trabalho confira se realmente todos os colaboradores RECÉM ADMITIDO, passaram pelo TREINAMENTO ADMISSIONAL

Só poderemos realizar atividade apos o treinamentoTodo empregado recém admitido deverá passar por um TREINAMENTO ADMISSIONAL antes de inciar as suas atividades de trabalho e deverão  ter como conteúdo itens como: a) informações sobre as condições e meio ambiente de trabalho e os riscos inerentes a sua função; Os riscos ambientais de trabalho podem ser agentes físicos, químicos ou biológicos, riscos de acidentes e riscos ergonômicos, podendo causar danos à saúde do profissional em função da sua natureza, concentração, intensidade, tempo de exposição ou falta de equipamentos de proteção apropriados. Podemos citar alguns exemplos de riscos ambientais: – Agentes físicos: ruídos, vibrações, pressões anormais, temperaturas extremas, radiações, etc. – Agentes químicos: poeiras, fumos, Nevoas , neblinas, gases, vapores que podem ser absorvidos por via respiratória ou através da pele, etc. – Agentes biológicos: bactérias, fungos, bacilos, parasitas, protozoários, vírus, entre outros. – Riscos Acidentes: arranjo físico inadequado, máquinas e equipamentos sem proteção, ferramentas inadequadas ou defeituosas, Iluminação inadequada, eletricidade, probabilidade de incêndio ou explosão, armazenamento inadequado, animais peçonhentos, entre outras situações de risco que poderão contribuir para a ocorrência de acidentes; – Riscos Ergonômicos: esforço físico intenso, levantamento e transporte manual de peso, exigência de postura inadequada, controle rígido de produtividade, imposição de ritmos excessivos, jornadas de trabalho prolongadas, monotonia e repetitividade, além de outras situações causadoras de stress físico e/ou psíquico. Se o trabalho é realizado em locais onde há a exposição a agentes que podem prejudicar a saúde, a empresa é obrigada por lei, a fornecer gratuitamente equipamentos de proteção individual (EPIs) adequados, orientar e fiscalizar para que os trabalhadores utilizem corretamente estes equipamentos e adotar medidas que diminuam os riscos. E caso a empresa cumpra com suas obrigações, fornecendo e fiscalizando o uso dos equipamentos de proteção, cabe ao trabalhador acatar e cumprir estas determinações. Pois se o trabalhador se negar a usar corretamente os equipamentos de segurança, ele será primeiramente advertido e se continuar se negando a utilizar estes equipamentos, poderá caracterizar falta grave e o profissional pode ser inclusive demitido por justa causa. c) uso adequado dos Equipamentos de Proteção Individual - EPI; Importância do EPI O EPI é importante para proteger os profissionais individualmente, reduzindo qualquer tipo de ameaça ou risco para o trabalhador. O uso dos equipamentos de proteção é determinado por uma norma técnica chamada NR 6, que estabelece que os EPIs sejam fornecidos de forma gratuita ao trabalhador para o desempenho de suas funções dentro da empresa. É obrigação dos supervisores e da empresa garantir que os profissionais façam o uso adequado dos equipamentos de proteção individual. Os EPIs devem ser utilizados durante todo o expediente de trabalho, seguindo todas as determinações da organização.d) informações sobre os Equipamentos de Proteção Coletiva - EPC, existentes no canteiro de obra. Obs: Um EPI que está em evidência atualmente entre as autoridades é o colete a prova de balas, pois durante suas atividades podem ser alvos de atentados como o ocorrido com Jair Bolsonaro no Brasil.  Equipamentos de Proteção Coletiva (EPC) são equipamentos utilizados para proteção de segurança enquanto um grupo de pessoas realiza determinada tarefa ou atividade. Esses equipamentos não são necessariamente de proteção de um coletivo, muitas vezes, são apenas de uso coletivo, como por exemplo, uma máscara de solda ou um cinto de segurança para alturas. Como o próprio nome diz, os equipamentos de proteção coletiva (EPC) dizem respeito ao coletivo, devendo proteger todos os trabalhadores expostos a determinado risco. Poderá ser um dispositivo, um sistema, ou um meio, fixo ou móvel, diferente do EPI, que serve para proteger somente quem está usando, como por exemplo, luvas, capacete, óculos etc. O equipamento de proteção coletiva protege todos ao mesmo tempo, pois todos observam, usam ou são beneficiados. São exemplos de equipamentos de proteção coletiva:  Proteção de partes móveis de máquinas; Enclausuramento acústico de fontes de ruído;Ventilação dos locais de trabalho;Proteção de partes móveis de máquinas Exaustores para gases e vapores; Tela / grade para proteção de polias, peças ou engrenagens móveis;Ar-condicionado/aquecedor para locais frios; Placas sinalizadoras; Avisos, Sinalizações; Sensores de máquinas; Corrimão; Fitas antiderrapantes de degrau de escada;Ventiladores;Apresentação da ORDEM DE SERVIÇO sobre segurança e medicina do trabalho.Portaria n.º 3.214, de 08/06/78, do MTB. NR-01, itens 1.8 e 1.8.1: 1.8 - Cabe ao empregado: a) Cumprir as disposições legais e regulamentadoras, sobre Segurança e Medicina no Trabalho, inclusive ordem de serviço expedida. pelo empregador; b) Usar o EPI fornecido pelo empregador; c) Submeter-se aos exames médicos previstos nas Normas Regulamentadoras; d) Colaborar com a empresa na aplicação das Normas Regulamentadoras. 1.8.1 - Constitui ato faltoso a recusa injustificada do empregado ao cumprimento do disposto no seu item anterior. NR-06, item 6.7: 6.7 - Obriga-se o empregado, quanto ao EPI a: a) Usá-lo somente para finalidade a que se destina; b) Responsabilizar-se por sua guarda e conservação; c) Comunicar ao empregado qualquer alteração que o tome impróprio para o uso Todas estas recomendações devem estar descritas na ordem de serviços do colaborador que deverá ser assinada pelo posteriormente ao treinamento admissional.

 

Publicado emBlog
Curso NR

Mais Lidas

A utilização incorreta das ferramentas manuais, podem danificá-las e ainda causar lesões aos colaboradores!
Blog A utilização incorreta das ferramentas manuais, podem danificá-las...
É obrigação de o colaborador manter os equipamentos e ferramentas em condições de uso. V...
Nas atividades de trabalho, a utilização dos EPIs, é mais que um dever, é uma obrigação !
Blog Nas atividades de trabalho, a utilização dos EPIs,...
O trabalhador poderá interromper suas atividades quando constatar uma situação de trabalho...
Técnico de segurança do trabalho  e as suas atribuições nos canteiros de obras
Blog Técnico de segurança do trabalho e as...
Independentemente da obrigatoriedade legal, as empresas que executarem atividades deverão ...
Como elaborar relatório de ocorrência de acidente de transito, no veículo  a serviço da empresa
Blog Como elaborar relatório de ocorrência de acidente de...
No Brasil os dados são ainda inconsistentes, mas acidentes e doenças do trabalho impactam ...

Quer receber mais conteúdos brilhantes como esses gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nosso conteúdos por email

O Blog Segurança do Trabalho tem como objetivo contribuir para o desenvolvimento pessoal e profissional dos seus leitores, visando aborda sobre os mais variados temas no âmbito da segurança e saúde do trabalho, direito trabalhista, direito previdenciário, meio ambiente, comportamento pessoal e profissional, entre outros. Dessa forma, o site vem ganhando seu espaço e reconhecimento.