images/banners/slide1.jpg
Saber quais são as razões para se analisar acidentes relacionados ao trabalho

Identificar o que está errado e adotar medidas de controle Nos locais de trabalho existem riscos e medidas de controle que devem ser adotadas para eliminá-los ou reduzi-los a fim de prevenir acidentes e doenças. A ocorrência de um evento adverso indica que as medidas de controle de risco eram inadequadas ou insuficientes. Porque analisar os  acidentes relacionados com o trabalho ? Acidentes e doenças relacionados ao trabalho causam sofrimento e problemas para os trabalhadores, suas famílias, outras pessoas e as empresas. Acidentes e doenças relacionados ao trabalho geram custo elevado para as empresas e para a sociedade. Análises de eventos adversos constituem importante ferramenta para o desenvolvimento e refinamento do sistema de gerenciamento de riscos. É necessário um estudo aprofundado do processo produtivo. Todas as atividades que acontecem na empresa precisam ser analisadas. Para cada etapa do fluxo de trabalho, levante os possíveis riscos de acidentes. Por exemplo: se em uma parte das tarefas for preciso trabalhar em altura superior a dois metros do piso, verifique os equipamentos essenciais, como cintos e talabartes, além dos pontos de ancoragem. Ao conhecer as operações de ponta a ponta, será mais simples fazer um pente fino em tudo que representar alguma ameaça. Adequada avaliação das condições de segurança e saúde proporciona conhecimento dos riscos associados com as atividades laborais, contribuindo para a transformação das condições de trabalho. Medidas de controle de risco bem planejadas, associadas com supervisão adequada, monitoramento e gestão efetiva de SST, podem garantir que as atividades no trabalho sejam seguras. Além dos motivos acima relacionados, diversas RAZÕES LEGAIS justificam a realização das análises: As Normas Regulamentadoras (NR) do MTE determinam que as empresas analisem e capacitem os trabalhadores para realizar análises de acidentes de trabalho. Normas Regulamentadoras exigem ainda que os empregadores planejem, controlem e monitorem as condições de SST, inclusive fornecendo aos trabalhadores informações sobre riscos e medidas de controle. A Previdência Social, por meio de ações regressivas, pode pleitear o ressarcimento dos benefícios decorrentes de acidentes e doenças do trabalho cujos fatores relacionados incluam a não observação das normas de segurança e saúde no trabalho. A legislação previdenciária prevê a majoração das alíquotas do Seguro de Acidente do Trabalho - SAT em função da incidência de acidentes e doenças relacionados ao trabalho na empresa. A Constituição Federal, em seu artigo 7º, inciso XXVIII, estabelece indenização por danos decorrentes do trabalho. O Código Civil prevê indenizações em certas circunstâncias, independentemente de dolo ou culpa por parte das empresas. QUE SE GANHA COM UMA BOA ANÁLISE? A identificação das maneiras pelas quais as pessoas estão expostas a riscos que podem afetar sua segurança e saúde. A compreensão do quê ocorreu, de como o trabalho foi realmente executado e de como e por que as coisas deram errado. Depois de listar todos os riscos possíveis, faça um plano de ação para conter ou acabar com cada um deles. Tenha o hábito de ouvir os funcionários de todos os setores. Assim, você multiplica o olhar sobre as ameaças e vai ficar mais fácil monitorá-las. Lembre-se de que esse planejamento deve contar com um responsável para cada tarefa e também prazos para o cumprimento. Como você já deve ter notado, a investigação de acidente de trabalho é imprescindível dentro das políticas de prevenção e segurança. Ao fazer as apurações de forma correta, você obedece a legislação, educa os colaboradores, impede danos financeiros e ainda garante que a produção não seja paralisada. O reconhecimento de deficiências no controle de riscos no trabalho de forma a possibilitar alterações e melhorias da gestão de SST. A possibilidade de troca de informações sobre os riscos entre empresas, fabricantes e fornecedores.

  

 

Publicado emBlog
Terça, 27 Novembro 2018 18:37

CARACTERÍSTICAS DOS ACIDENTES DE TRABALHO

CARACTERÍSTICAS DOS ACIDENTES DE TRABALHO

Acidente do trabalho é o que ocorre pelo exercício do trabalho a serviço da empresa, provocando lesão corporal ou perturbação funcional que cause a morte ou a perda ou redução, permanente ou temporária, da capacidade para o trabalho. Acidente é uma ocorrência não programada e indesejável, que pode causar lesão pessoal e prejuízo material. Equiparações ao acidente do trabalho: O acidente sofrido pelo segurado no local e no horário do trabalho, em conseqüência de: a) ato de agressão, SABOTAGEM ou terrorismo praticado por terceiro ou companheiro de trabalho; b) ofensa física intencional, inclusive de terceiro, por motivo de disputa relacionada ao trabalho; c) ato de imprudência, de negligência ou de imperícia de terceiro ou de companheiro de trabalho; d) ato de pessoa privada do uso da razão; Equiparações ao acidente do trabalho: e) desabamento, inundação, incêndio e outros casos fortuitos ou decorrentes de força maior; f) em viagem a serviço da empresa, inclusive para estudo quando financiada por esta dentro de seus planos para melhor capacitação da mão-de-obra, independentemente do meio de locomoção utilizado, inclusive veículo de propriedade do segurado;  g) no percurso da residência para o local de trabalho ou deste para aquela, qualquer que seja o meio de locomoção, inclusive veículo de propriedade do segurado. Classificação dos Acidentes do Trabalho os acidentes são classificados em: Acidente pessoal = Acidente cuja caracterização depende da existência de acidentado, podendo ser caracterizado em: Acidente CPT = É aquele cuja lesão requer o afastamento do empregado por mais de um dia; Acidente SPT = É aquele cuja lesão não impede o empregado de retornar ao trabalho no mesmo dia ou posterior ao acidente; Acidente Impessoal = É aquele que ocorre com bens materiais da empresa; Acidente de Trajeto = É o que ocorre no percurso usual da residência para o local de trabalho ou vice-versa; Incapacidade Temporária = É a redução, por curto período, da capacidade para o trabalho, resultando em um ou mais dias perdidos; Incapacidade Parcial Permanente = É a redução parcial, em caráter permanente, da capacidade para o trabalho, podendo gerar conforme o caso, direito a auxílio suplementar ou auxílio acidente e reabilitação profissional; Incapacidade Total Permanente = É a perda total em caráter permanente, da capacidade para o trabalho, gerando a aposentadoria por invalidez; Acidente Fatal = É o que resulta em morte do acidentado, assegurando aos seus dependentes legais os benefícios, tais como pensão e pecúlio por morte; Doença Profissional/Ocupacional São doenças contraídas pelo exercício da atividade onde haja risco de contaminação ou exposição, aos agentes agressivos à saúde; Incidente (quase acidente) = É o fato ou acontecimento que pode levar a ocorrência de acidentes.  Incapacidade Total Permanente = É a perda total em caráter permanente, da capacidade para o trabalho, gerando a aposentadoria por invalidez; Acidente Fatal = É o que resulta em morte do acidentado, assegurando aos seus dependentes legais os benefícios, tais como pensão e pecúlio por morte; Doença Profissional/Ocupacional = São doenças contraídas pelo exercício da atividade onde haja risco de contaminação ou exposição, aos agentes agressivos à saúde; Incidente (quase acidente) = É o fato ou acontecimento que pode levar a ocorrência de acidentes.  Ato Inseguro É todo ato, consciente ou não capaz de provocar algum dano ao trabalhador, a seus companheiros ou às máquinas, materiais e equipamentos, estando diretamente relacionado a falha humana. Improvisar ferramentas; Operar equipamento com defeito; Não usar os EPI’s; Ficar junto ou debaixo de cargas suspensas; Operar equipamento acima de sua capacidade nominal; Desrespeitar a sinalização; Outros. Condições Inseguras Consiste em irregularidades ou deficiências existentes no ambiente de trabalho, que constituem riscos para a integridade física do trabalhador e para sua saúde, bem como para os bens materiais da Empresa. Condições Inseguras - Partes móveis desprotegidas; - Defeitos nas edificações; - Partes elétricas não isoladas; - Buracos no piso; - Falta ou excesso de iluminação; - Ferramentas defeituosas; - Escassez de espaço na área; Outros. Fator Pessoal de Insegurança: É qualquer fator externo que leve o indivíduo a prática do ATO INSEGURO. Características Físicas e Psicológicas (Insegurança, Falta de Treinamento, Tensão, Condições Sociais, Econômicas e Financeiras, Trabalho Monótono e Repetitivo) que contribuem para ocorrência de acidente. 

 

 

Publicado emBlog
Curso NR

Mais Lidas

A utilização incorreta das ferramentas manuais, podem danificá-las e ainda causar lesões aos colaboradores!
Blog A utilização incorreta das ferramentas manuais, podem danificá-las...
É obrigação de o colaborador manter os equipamentos e ferramentas em condições de uso. V...
Nas atividades de trabalho, a utilização dos EPIs, é mais que um dever, é uma obrigação !
Blog Nas atividades de trabalho, a utilização dos EPIs,...
O trabalhador poderá interromper suas atividades quando constatar uma situação de trabalho...
Técnico de segurança do trabalho  e as suas atribuições nos canteiros de obras
Blog Técnico de segurança do trabalho e as...
Independentemente da obrigatoriedade legal, as empresas que executarem atividades deverão ...
Como elaborar relatório de ocorrência de acidente de transito, no veículo  a serviço da empresa
Blog Como elaborar relatório de ocorrência de acidente de...
No Brasil os dados são ainda inconsistentes, mas acidentes e doenças do trabalho impactam ...

Quer receber mais conteúdos brilhantes como esses gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nosso conteúdos por email

O Blog Segurança do Trabalho tem como objetivo contribuir para o desenvolvimento pessoal e profissional dos seus leitores, visando aborda sobre os mais variados temas no âmbito da segurança e saúde do trabalho, direito trabalhista, direito previdenciário, meio ambiente, comportamento pessoal e profissional, entre outros. Dessa forma, o site vem ganhando seu espaço e reconhecimento.