images/banners/slide1.jpg
Avalie este item
(0 votos)
MAPA DE RISCO NOS AMBIENTES DE TRABALHO
Terça, 11 Dezembro 2018 07:18

MAPA DE RISCO NOS AMBIENTES DE TRABALHO

Por FALCÃO PALADINO

Uma da primeiras coisas que o colaborador deve ter ciência no ambiente de trabalho é sobre o mapa de risco.  É bom que todos os colaboradores tenha conhecimento de desse mapa.

O Mapa de risco é a representação gráfica do reconhecimento dos riscos existentes nos locais de trabalho, por meio de CÍRCULOS  de DIFERENTES  TAMANHOS  e  CORES.

Seu objetivo é informar e conscientizar os trabalhadores pela fácil visualização desses riscos.É um instrumento que pode ajudar a diminuir a ocorrência de acidentes do trabalho, objetivo que interessa aos empresários e aos trabalhadores.

Deve ser feito obrigatoriamente nas empresas que possuem CIPA, segundo a Portaria nº 05 de 17/08/92. A íntegra dessa Portaria foi publicada no Diário Oficial da União de 20/08/92.O Mapa de Riscos é feito pela Comissão Interna de Prevenção de Acidentes - CIPA, após ouvir os trabalhadores de todos os setores produtivos e com orientação do Serviço Especializado em Engenharia e Medicina do Trabalho - SESMT da empresa quando houver.

O mapeamento deve ser feito anualmente, toda vez que se renova a CIPA.Com esta reciclagem cada vez mais trabalhadores aprendem a identificar e registrar graficamente os focos de acidentes nas empresas, contribuindo para sua eliminação ou controle.

A obrigatoriedade do mapeamento de riscos se encontra em pleno vigor.

Cabe ao empregador dar condições para a realização do mapeamento de riscos ambientais afixando-o em local visível.

O MAPA de RISCO será executado pela CIPA, depois de consultados todos setores produtivos da empresa

É importante ter uma planta do local, mas, se não houver condições de conseguir, isto não deverá ser um obstáculo.

Faz-se um desenho simplificado, um esquema ou croqui.

 

  • A CIPA deve familiarizar com a tabela que classifica os Riscos Ambientais.
  • Nessa tabela há CINCO tipos de RISCOS que corresponderão a CINCO CORES diferentes no MAPA.Obs: Geralmente é aquele desenho que ta na parede e ninguém presta atenção.

 

COMO   LEVANTAR  E IDENTIFICAR  OS  RISCOS  

  • A CIPA deverá percorrer as áreas a serem mapeadas com lápis e papel na mão, ouvindo as pessoas acerca de situações de risco de acidentes do trabalho.
  • Sobre esse assunto é importante perguntar aos demais trabalhadores o que incomoda e quanto incomoda, pois isso será importante para se fazer o MAPA.
  • Também é preciso anotar os locais dos riscos informados em cada área.

AVALIAÇÃO  DOS RISCOS  PARA  A  ELABORAÇÃO  DO  MAPA

Nesta fase, faz-se a classificação dos riscos existentes conforme o tipo de agente, de acordo com a tabela .Também se determina o Grau do risco (“tamanho”): Pequeno   -  Médio   -  Grande

  • Com as informações anotadas, os integrantes devem na reunião da CIPA examinar os riscos identificados na entrevista com os trabalhadores.
  • Com as informações anotadas, os integrantes devem na reunião da CIPA examinar os riscos identificados na entrevista com os trabalhadores.
  • Após o estudo dos tipos de riscos, deve-se dividir a fábrica em áreas conforme as diferentes fases da produção.
  • Geralmente isso corresponde às diferentes seções da empresa.

Essa divisão facilitará a identificação dos riscos de acidentes do trabalho. 

  • Não é preciso colocar um círculo para cada um desses agentes.
  • Basta um círculo apenas, neste caso, com a cor verde, dos riscos físicos, desde que os riscos tenham a mesma nocividade.
  • Uma outra situação é a existência de riscos de tipos diferentes num mesmo ponto.
  • Neste caso, divide-se o círculo conforme a quantidade de riscos, em 2, 3, 4,e até 5 partes iguais.
  • Cada parte com sua respectiva cor, este critério é chamado de critério de incidência.
  • Quando um risco afeta a seção inteira por exemplo: Ruído, uma forma de representar isso no MAPA é de o colocar no meio do setor e acrescentar setas nas bordas, indicando que aquele problema se espalha pela área toda.
  • Concluída a elaboração do MAPA, a CIPA deve preencher os quadros do Anexo I, com os riscos encontrados e enviar para a diretoria da empresa.
  • A empresa deverá se manifestar dentro de trinta dias da data de recebimento desses documentos.
  • A realização do MAPA é informada formalmente ao empregador por meio da cópia da ata da  respectiva reunião da CIPA.
  • Após 30 dias ele deverá dizer se cabe adoção das medidas sugeridas pela CIPA para eliminar os focos de risco.
  • Os prazos para adoção das medidas são negociados entre a CIPA e a EMPRESA.
  • O Mapa de Risco deve ficar em local visível para alertar as pessoas que ali trabalham sobre o risco de acidentes em cada ponto marcado.
  • O objetivo do Mapa é conscientizar sobre os riscos e contribuir para a eliminação, redução ou controle.     
FÍSICO São considerados riscos físicos as diversas formas de energia
QUÍMICO:  É o perigo a que determinado indivíduo está exposto ao manipular produtos químicos que podem causar-lhe danos físicos ou prejudicar-lhe a saúde. 
BIOLÓGICO: É o perigo a que determinado indivíduo está exposto ao manipular produtos químicos que podem causar-lhe danos físicos ou prejudicar-lhe a saúde. 
ERGONÔMICO: podem gerar distúrbios psicológicos e fisiológicos e provocar sérios danos à saúde do trabalhador porque produzem alterações no organismo e estado emocional, comprometendo sua produtividade, saúde e segurança
ACIDENTE: são todos os fatores que colocam em perigo o trabalhador ou afetam sua integridade física ou moral. 

Graficamente, isso significa a eliminação do tamanho/quantidade dos círculos.


Também podem ser acrescentados novos círculos, quando por exemplo se começa um novo processo, se constrói uma nova seção na empresa ou se descobre perigos que não foram encontrados quando se fez o primeiro Mapa.

O Mapa portanto é dinâmico.

Os círculos mudam de tamanho, desaparecem ou surgem.

Ele deve ser revisado quando houver modificações importantes que alterem a representação gráfica (círculos) ou no mínimo de ano em ano, a cada nova gestão da CIPA.

 

 

 



Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Curso NR

Mais Lidas

A utilização incorreta das ferramentas manuais, podem danificá-las e ainda causar lesões aos colaboradores!
Blog A utilização incorreta das ferramentas manuais, podem danificá-las...
É obrigação de o colaborador manter os equipamentos e ferramentas em condições de uso. V...
Como elaborar relatório de ocorrência de acidente de transito, no veículo  a serviço da empresa
Blog Como elaborar relatório de ocorrência de acidente de...
No Brasil os dados são ainda inconsistentes, mas acidentes e doenças do trabalho impactam ...
Nas atividades de trabalho, a utilização dos EPIs, é mais que um dever, é uma obrigação !
Blog Nas atividades de trabalho, a utilização dos EPIs,...
O trabalhador poderá interromper suas atividades quando constatar uma situação de trabalho...
Técnico de segurança do trabalho  e as suas atribuições nos canteiros de obras
Blog Técnico de segurança do trabalho e as...
Independentemente da obrigatoriedade legal, as empresas que executarem atividades deverão ...

Quer receber mais conteúdos brilhantes como esses gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nosso conteúdos por email

O Blog Segurança do Trabalho tem como objetivo contribuir para o desenvolvimento pessoal e profissional dos seus leitores, visando aborda sobre os mais variados temas no âmbito da segurança e saúde do trabalho, direito trabalhista, direito previdenciário, meio ambiente, comportamento pessoal e profissional, entre outros. Dessa forma, o site vem ganhando seu espaço e reconhecimento.