images/banners/slide1.jpg
Avalie este item
(1 Voto)
Como surgiu a motosserra !
Sexta, 09 Agosto 2019 09:51

Como surgiu a motosserra !

Por FALCÃO PALADINO

 A história da Motosserra pode ter iniciado com os germânicos por volta de 5.000 A.C. Bem mais tarde, o machado tornou-se uma ferramenta valiosa nos trabalhos com madeira. Nos anos de 1.500, Leonardo Da Vinci esboça uma serra que tem o seu corte para ambos os lados (puxando e empurrando). Em 1926 a Stihl desenvolveu a primeira motosserra elétrica e, um ano depois, Dolmar inventou a primeira motosserra a gasolina e a tecnologia veio, desde então, evoluindo até os modernos modelos apresentados pelo mercado atual. Para se ter uma ideia, os primeiros modelos de motosserra individuais necessitavam de duas pessoas para suportá-la e utilizá-la.  Nos anos 60 as motosserras foram introduzidas no Brasil e passou a ser uma ferramenta fundamental para a evolução do setor no país. Ao mesmo tempo que trouxe benefícios, essa máquina passou a ser a causa de muitos acidentes e transtornos ambientais. Dessa forma, houve a necessidade de regras, leis, procedimentos e normais específicas para controlar o seu uso e manuseio seguro, com o mínimo de agressão ao meio ambiente e a pessoas. Para a execução de qualquer tarefa com eficiência e segurança, no corte de árvores, abate, corte de troncos em toras, corte de galhos, com a utilização de motosserras e outros equipamentos para corte e poda, deve-se seguir rigorosamente as recomendações técnicas e de segurança. Somente pessoas autorizadas e devidamente treinadas é que devem executar os serviços de corte e poda com motosserras. Considerando essa afirmativa e também normas regulamentadoras específicas, vê-se a necessidade de capacitação do profissional para trabalhos utilizando esse equipamento.   Antes da operação do equipamento devemos ter conhecimento técnico e operacional básico de uma motosserra ou similar, bem como sua manutenção, cuidados na operação, no manuseio e a relação desta ferramenta com pessoas e com o meio ambiente, visando sempre um trabalho seguro para o operador, para a equipe de trabalho e para terceiros, sem descumprimento das leis ambientais e sem agressão ao meio ambiente. A motosserra é uma ferramenta versátil de bastante utilidade e requer cuidados especiais do seu operador que deverá ser instruído quanto ao seu manuseio e à sua manutenção. Apesar de apresentar grande desempenho e vantagens operacionais, ela é considerada perigosa, devido, principalmente, à falta de conhecimento e à imprudência dos usuários, cujos resultados são danos, às vezes, irreparáveis ao próprio operador, aos seus companheiros de trabalhos e a terceiros.  EMPRESA utilizam o potencial de corte da motosserra para limpeza de faixas, corte de postes e cruzetas de madeira, podas e supressão de árvores próximas às redes e linhas elétricas.  Assim, o meio ambiente, a segurança pessoal e de terceiros são os principais motivos que justificam a necessidade de um treinamento específico, que propicia uma atividade de corte com técnica eficiente e bem planejada. Não se pode cortar ou suprimir árvores sem autorização específica. O profissional deve estar atento às formas legais de trabalho com árvores como, por exemplo: a Portaria nº 13, de 24 de outubro de 1994 do Ministério do Trabalho que trata das especificações da motosserra considerando, principalmente os componentes de segurança que ela deve possuir (Anexo A - 01); a lei 7803 de 19892. A partir de julho de 1989 passou a ser obrigatório o registro de motosserras no Brasil. O Certificado de Registro3, expedido pelo IEF é renovado anualmente e a Licença para Porte de Motosserra,  tem validade indeterminada. a NR 12, que estabelece conceitos básicos e critérios para a utilização de equipamentos como a motosserra (Anexo A – 02); e. Durante as partes práticas do curso sobre utilização de motosserras, deverão ser formalizadas as análises de riscos. legislações ambientais de referencia. 1 Lei de crimes ambientais – Lei de Crimes Ambientais ou Lei da Natureza - Lei nº 9.605/98, 2 Deveres do portador – Artigo 45 da Lei 7803/89 | Lei Nº 7.803, de 18 de julho de 1989. 3 http://www.ief.mg.gov.br/registro-de-motosserra-e-trator?, 4 http://www.siam.mg.gov.br/sla/download.pdf?idNorma=7570#_ftn1 . Fica estabelecido perante as legislação que os operadores das motosserras devem ser treinados e qualificados para realização da atividades.Quando ouvir o som de uma motosserra fique atento e certifique se o operador tem as qualificações necessária para realização das atividades de trabalho. A segurança do trabalho tem a função de checar estas informações para que sejam evitados acidentes de trabalhos com profissionais inabilitados.



Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Curso NR

Mais Lidas

A utilização incorreta das ferramentas manuais, podem danificá-las e ainda causar lesões aos colaboradores!
Blog A utilização incorreta das ferramentas manuais, podem danificá-las...
É obrigação de o colaborador manter os equipamentos e ferramentas em condições de uso. V...
Nas atividades de trabalho, a utilização dos EPIs, é mais que um dever, é uma obrigação !
Blog Nas atividades de trabalho, a utilização dos EPIs,...
O trabalhador poderá interromper suas atividades quando constatar uma situação de trabalho...
Técnico de segurança do trabalho  e as suas atribuições nos canteiros de obras
Blog Técnico de segurança do trabalho e as...
Independentemente da obrigatoriedade legal, as empresas que executarem atividades deverão ...
Como elaborar relatório de ocorrência de acidente de transito, no veículo  a serviço da empresa
Blog Como elaborar relatório de ocorrência de acidente de...
No Brasil os dados são ainda inconsistentes, mas acidentes e doenças do trabalho impactam ...

Quer receber mais conteúdos brilhantes como esses gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nosso conteúdos por email

O Blog Segurança do Trabalho tem como objetivo contribuir para o desenvolvimento pessoal e profissional dos seus leitores, visando aborda sobre os mais variados temas no âmbito da segurança e saúde do trabalho, direito trabalhista, direito previdenciário, meio ambiente, comportamento pessoal e profissional, entre outros. Dessa forma, o site vem ganhando seu espaço e reconhecimento.