images/banners/slide1.jpg
UTILIZAÇÃO DOS EPIs RECOMENDADOS PELO EMPREGADOR !

Todos os colaboradores sabem o que são equipamento de proteção individual . Mas em alguns casos o colaborador é obrigado a utilizar equipamentos de outros colegas de trabalho simplesmente porque a empresa não tem estoque de equipamentos suficiente para todos, o que pela legislação trabalhista caracteriza uma não conformidade, porque o próprio nome já diz: Equipamento de proteção individual, ou seja, não pode ser utilizado coletivamente. Se não tem o equipamento disponível para execução da atividade, o colaborador tem o direito a recusar a executar atividade. As empresas têm por obrigação investir na aquisição de equipamento de proteção individual o suficiente para os colaboradores. E ainda ter uma reserva, pois caso haja perda ou dano à empresa tem condições de substituir o equipamento de imediato. As empresas têm a consciência dos riscos que podem causar aos seus colaboradores, na verdade elas precisam deles saudáveis para o bom desempenho das suas funções. Mas se a empresa fornece os equipamentos de proteção individual para os colaboradores e eles não utilizam e em consequência disso se acidentam. Temos a seguinte situação! Se a empresa forneceu o equipamento segurança ao colaborador, se o mesmo foi treinado na sua utilização, assinou o termo de compromisso de guarda e Conservação e limpeza e tomou posse do EPI, e ainda assim se acidentou por não utilizar, a empresa se resguarda do direito de não responder por crime algum. A responsabilidade neste caso é única e exclusivamente do colaborador. Temos de ter a nossa própria consciência dos riscos. Os colaboradores devem sempre procurar pelo responsável pela segurança do trabalho que pode ser um engenheiro de segurança ou técnico de segurança para que os mesmos definam quais os equipamentos de segurança ideais que deverão ser utilizados para cada tipo de função e ambiente. Em situações como o manuseio de produtos químicos que geram aerodispersóides com forte odor, devem-se usar máscaras respiratórias. Temos como exemplo o cimento e a Cal que podem provocar doenças graves, pois esses produtos podem ser absorvidos pela pele ou penetrar através de algum corte superficial. Nas mãos devem utilizar luvas de proteção de acordo com o produto químico a ser manuseado. Nos locais caracterizados como chão de fábrica onde há risco de perfurações cortes por objetos pontiagudos e energização acidental, deve se usar botas apropriadas.Existem locais onde há o risco de queda de materiais como são as operações de cargas e descargas de insumos ou ferramentas para trabalhos sobre andaime. Nestas atividades o ideal é que se utilizem equipamentos como o capacete, óculos e botas preferencialmente fechadas. Nos ambientes de trabalho também temos interferência com ruído que pode ou não está no limite tolerável e temos que estar utilizando os equipamentos de proteção auditiva conforme os recomendados pela empresa que antecipadamente já fez avaliação de ruído e já sabe equipamento que vai atender a necessidade do projeto. Quando o colaborador insiste em não utilizar os equipamentos de segurança como, por exemplo, máscara contra gases, o mesmo está correndo um sério risco de se contaminar pelos produtos manipulados que podem se alojar diretamente nos pulmões.Em outra situação quando ele deixa de utilizar as botas de segurança dependendo da atividade pode queimar quebrar ou ate mesmo ter o pé amputado. Quando colaborador deixa de utilizar uma luva de proteção está sujeito ao risco de desenvolver doenças como dermatite que provoca descamação da pele, ter cortes e até doenças mais graves. Quando colaborador deixa de utilizar As roupas de proteção química onde haja risco contato acidental com produtos químicos ou até a chuva podem eles podem ficar resfriados gripados. Nas atividades de obras civis os colaboradores tem a estranha mania de colocar o capacete sobre um boné, neutralizando a verdadeira função do capacete.Não podemos deixar de usar o protetor auditivo onde haja barulho de máquinas, pois com o tempo nós perdemos uma membrana do tímpano que pode causar a surdez e até nosso apetite sexual pode ser prejudicado. O maior traidor para quem trabalha em uma obra chama-se acidente de trabalho e ele não avisa o dia e nem a hora de pegar um trabalhador desprotegido, afinal qual o cego, surdo, manco, com feridas no corpo, doenças respiratórias e sem apetite sexual tem algum tipo de felicidade na vida. Pense nisso antes de deixar de utilizar os equipamentos de segurança recomendados pela empresa seja o seu chefe te observando ou não a responsabilidade quanto à utilização do equipamento é sua.

Publicado emBlog
A utilização incorreta das ferramentas manuais, podem danificá-las e ainda causar lesões aos colaboradores!

A utilização incorreta das ferramentas manuais, podem danificá-las e ainda causar lesões aos colaboradores!

É obrigação de o colaborador manter os equipamentos e ferramentas em condições de uso. ferramentas devem ser inspecionadas periodicamenteVamos pegar como exemplo, ferramentas simples, como alicates e chave inglesa que são utilizadas frequentemente nas atividades. Existem vários tipos de alicates - Os alicates diagonais possuem mandíbulas cortantes, que colocadas em ângulo, tornam-se especiais para pinos de chaveta. Alicates bico de pato: Auxiliam em aberturas estreitas, remoção e instalações de pinos, Retentores da mola de válvula, usados em alguns motores. alicate de corte são utilizadospara trabalhos em equipamentos elétricos e cortes preliminares de cabos elétricos. Deverão ser sempre isolados. Muitos colaboradores por desconhecimento acabam por retirar o isolamento em algumas situações retirando assim propriedade de proteção da ferramenta. Procure se orientar a respeito das ferramentas seguindo as recomendações: Não utilize os alicates como martelos, nem como chaves, pois poderão soltar estilhaços, uma vez que não sofreram o mesmo sistema de têmpera que a ferramenta indicada para este fim; Evite utilizar alicate em superfícies endurecidas, pois danifica os dentes, perdendo a garra; Não utilize um alicate como chave, pois, caso contrário, não aprisionará e danificará uma porca ou parafuso; Os alicates como as outras ferramentas, devem ser mantidos limpos.  Ponha um pouco de óleo no pino de articulação. Lembre-se que ferramentas em bom estado geral eficiência de serviço, e controle do risco de acidentes de trabalho. MTE.Segurança do Trabalho : Quais são as ferramentas e equipamentos de equipe de eletricistas de manutenção/operaçãoOutra ferramentas muito utilizada nas atividades de trabalho são as chaves inglesas: Use sempre as chaves que tenham as mandíbulas em boas condições e que sejam do tipo certo e tamanho próprio para o serviço; Nunca use calço entre a chave e a peça a ser rosqueada, pois dependendo da ação que será executada o aperto poderá ser parcial gerando insegurança que poderá gerar o acidente de trabalho. Não use a chave como martelo! Em muitos casos, dependendo da atividade alguns colaboradores tem por habito, usar mesmo estas ferramentas como se fossem martelos, vamos identificar essa não conformidade quando as mesmas estão amassadas e cheias de rebarbas e também com trancas devido a fortes pancadas que recebem durante a atividade.É obrigação de o colaborador manter os equipamentos e ferramentas em condições de uso. Não prolongue, por meio de tubos, o tamanho do cabo da chave. Neste caso é que o ato inseguro do colaborador pode culminar em um acidente por soltura de o prolongamento vindo o colaborar sofrer uma pancada que resultará numa luxação ou até mesmo numa fratura. Ajuste bem a abertura da chave inglesa às porcas ou parafusos que deseje apertar ou afrouxar: Aperte bem, antes de aplicar força na chave; Sempre coloque a chave na porca ou parafuso, a fim de puxar o cabo. As mandíbulas tendem a envolver mais a porca ou parafuso; Puxar uma chave inglesa é mais seguro do que empurra-la; Lubrifique periodicamente o fecho da abertura corrediça das chaves inglesas. Essas ferramentas são consideradas simples, e talvez por causa desta suposta simplicidade que os colaboradores acabam utilizando de forma insegura ou incorreta abrindo precedente para ocorrência de acidentes de trabalho no interior das empresas ou até mesmo nos domicílios quando o colaborador está numa atividade informal. Nunca utilize ferramentas se não estiver habilitado para fazer o serviço.Nunca utilize ferramentas se não estiver habilitado para fazer o serviço. Chame o especialista, principalmente se envolver riscos elétricos Caso a solução de uma não conformidade em equipamentos e ferramentas não esteja ao alcance do colaborador, as informações deverão ser repassadas ao encarregado ou ao supervisor da equipe. Neste contexto a segurança do trabalho tem importante papel que é dar o suporte para que as não conformidades sejam solucionadas de imediato para que dependendo do problema não se torne um risco em potencial para o colaborador. É obrigação também do colaborador que em caso de dúvida quanto à realização de qualquer tarefa solicitar orientação junto segurança do trabalho no sentido dirimir qualquer dúvida. Visto que essas ocorrências contrariam as normas de segurança da empresa e podem resultar em acidentes, devemos solicitando a empresa que fique atenta ao cumprimento dos procedimentos de segurança, criados para proteger a vida humana e a propriedade da empresa e de seus clientes. Para que essa experiência sirva como fator de melhoria para toda nossa equipe e para melhorarmos continuamente a qualidade dos serviços, o que é especialmente importante quando o assunto é segurança. Lembrando que o papel da segurança do trabalho tem como objetivo a prevenção de possíveis acidentes de trabalho. Por esse motivo que recomendamos que sejam feito os check list de ferramentas para que sejam identificadas falhas que podem comprometer o bom desempenho das atividades e colocar em risco a integridade física dos colaboradores. A normas de segurança passaram por revisões em 2019, mas o conceito de segurança, continua validado! 

 

 

Publicado emBlog
Curso NR

Mais Lidas

Como elaborar relatório de ocorrência de acidente de transito, no veículo  a serviço da empresa
Blog Como elaborar relatório de ocorrência de acidente de...
No Brasil os dados são ainda inconsistentes, mas acidentes e doenças do trabalho impactam ...
A utilização incorreta das ferramentas manuais, podem danificá-las e ainda causar lesões aos colaboradores!
Blog A utilização incorreta das ferramentas manuais, podem danificá-las...
É obrigação de o colaborador manter os equipamentos e ferramentas em condições de uso. V...
Nas atividades de trabalho, a utilização dos EPIs, é mais que um dever, é uma obrigação !
Blog Nas atividades de trabalho, a utilização dos EPIs,...
O trabalhador poderá interromper suas atividades quando constatar uma situação de trabalho...
Técnico de segurança do trabalho  e as suas atribuições nos canteiros de obras
Blog Técnico de segurança do trabalho e as...
Independentemente da obrigatoriedade legal, as empresas que executarem atividades deverão ...

Quer receber mais conteúdos brilhantes como esses gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nosso conteúdos por email

O Blog Segurança do Trabalho tem como objetivo contribuir para o desenvolvimento pessoal e profissional dos seus leitores, visando aborda sobre os mais variados temas no âmbito da segurança e saúde do trabalho, direito trabalhista, direito previdenciário, meio ambiente, comportamento pessoal e profissional, entre outros. Dessa forma, o site vem ganhando seu espaço e reconhecimento.